SIGA A FENEP NAS REDES

Coronavírus: FENEP recomenda medidas preventivas em escolas e comunidade escolar

Com a confirmação do primeiro caso do coronavírus no Brasil, aumentou a preocupação de Norte a Sul do País. Frente a este cenário, a Federação Nacional das Escola Particulares segue acompanhando, atentamente, os comunicados oficiais e orientações do Ministério da Saúde para evitar a doença.

A seguir, compartilhamos com vocês informações valiosas para afastar o vírus dos ambientes escolares e solicitamos que orientem colaboradores, alunos e familiares sobre medidas preventivas.

Enfatizamos, ainda, que:

· Incluam o tema em suas atividades escolares, falando da importância da prevenção, envolvendo familiares e colaboradores de forma educativa.

· Reforcem com os colaboradores e demais membros da comunidade escolar a importância de adotar medidas preventivas dentro e fora da escola e de procurar atendimento médico caso apresente sintomas.

· Quanto aos cuidados, uma dica é deixar o álcool gel disponível em diferentes pontos da escola, tornar os ambientes mais arejados e ter atenção redobrada com a higiene.

A seguir, medidas preventivas:

· Cobrir a boca e nariz ao tossir ou espirrar;

· Utilizar lenço descartável para higiene nasal;

· Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;

· Não compartilhar objetos de uso pessoal;

· Limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado;

· Lavar as mãos por pelo menos 20 segundos com água e sabão ou usar antisséptico de mãos à base de álcool;

· Deslocamentos não devem ser realizados enquanto a pessoa estiver doente;

· Quem for viajar aos locais com circulação do vírus deve evitar contato com pessoas doentes, animais (vivos ou mortos), e a circulação em mercados de animais e seus produtos.

Fique atento aos sintomas!

São sintomas da doença: febre, tosse, dificuldade para respirar e falta de ar. Em casos mais graves, há registro de pneumonia, insuficiência renal e síndrome respiratória aguda grave.

Saiba como o coronavírus é transmitido

As investigações sobre as formas de transmissão do coronavírus ainda estão em andamento, mas a disseminação de pessoa para pessoa, ou seja, a contaminação por gotículas respiratórias ou contato, está ocorrendo. Qualquer pessoa que tenha contato próximo (cerca de 1m) com alguém com sintomas respiratórios está em risco de ser exposta à infecção.

É importante observar que a disseminação de pessoa para pessoa pode ocorrer de forma continuada. Alguns vírus são altamente contagiosos (como sarampo), enquanto outros são menos. Ainda não está claro com que facilidade o coronavírus se espalha de pessoa para pessoa. Apesar disso, a transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como: gotículas de saliva; espirro; tosse; catarro; contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão; contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vamos, juntos, fortalecer essa rede de proteção!

LEIA TAMBÉM