Fenep completa 30 anos com novos desafios para o setor das escolas particulares

30 anos de história e muitos desafios !
 
A FENEP  (Federação Nacional das Escolas Particulares) nasceu há 30 anos, na busca de um processo de democratização do setor e para que os  sindicatos estaduais pudessem ter uma representação nacional que debatesse e enfrentasse as dificuldades de um setor em expansão, extremamente regulado pelo estado brasileiro.
 
Atualmente o setor de escola particular brasileira é composto por mais de 40 mil escolas. Empregamos mais de 2,5 milhões de pessoas, em sua maioria mulheres  com curso superior, para atender mais de 15 milhões de alunos da educação infantil à pós-graduação.
 
Foram superados muitos desafios como contamos nesse documento histórico construído exatamente para relembrar e comemorar a luta de obstinados educadores de todo o Brasil, em busca de condições para empreender e ajudar a educar o povo Brasileiro.

E os desafios continuam, pois a vida é como uma corrida de bastão, cada um deve correr o máximo que conseguir e entregar o bastão para o próximo a correr. Dentre os principais desafios estão, as reformas na educação, como Base Nacional Comum Curricular – BNCC e novo ensino médio, a simplificação da regulamentação do ensino superior, e a implementação de importantes leis, como a de liberdade econômica e a de proteção de dados. Temos as mudanças no âmbito empresarial, como reforma trabalhista, que precisa ser implementada por todas as escolas, e serão os sindicatos que deverão dar o suporte necessário.
 
Também temos pela frente a reforma tributária; questões a cerca da desoneração da folha de pagamento; reforma da previdência e suas consequências para as instituições filantrópicas.
 
Tudo isso, lembrando, ainda, do  financiamento estudantil, que o governo acabou inviabilizando com as novas regras. E agora, precisamos buscar outra forma de financiar o estudante de baixa renda no ensino superior, pois quem busca a escola particular, em geral, é o estudante mais carente e oriundo da escola pública. O governo mantém universidades federais e estatuais, financiado, com imposto de todos, os estudos de alunos oriundos das classes mais altas da sociedade.
 
Temos também as leis e  deliberações, que diariamente são criadas em todos os níveis, Federal, Estadual e Municipal, que elevam os custos e dificultam a vida das instituições de ensino.
 
Nunca foi tão importante a união de uma categoria, por isso conclamo todos os diretores de instituições de ensino do Brasil, para que procurem seu sindicato, filiem-se, e ajudem sua instituição representativa. Os desafios serão enormes nos próximos tempos e somente poderemos sobreviver se estivermos unidos e articulados.

Ademar Batista Pereira 
Presidente da Fenep

SRTVS Qd 701, BLC 2 Centro Empresarial Assis Chateubriand Salas 207 a 213 CEP:70340-906- Brasília DF