Ligada à Igreja Batista será 'número 2' do MEC

De volta a Brasília, confirmo que Iolene Lima (@iolenemlima), da Secretaria de Educação Básica, assumirá a Secretaria Executiva do Ministério da Educação.

Ontem, Vélez havia anunciado o nome de Rubens Barreto da Silva para o cargo do demitido Luís Antônio Tozi em reestruturação promovida após reuniões com o presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Iolene Lima faz parte da Igreja Batista em São José dos Campos, no interior de São Paulo, e foi diretora de uma escola religiosa.

Também por meio do Twitter, ela agradeceu ao ministro e ao presidente pela indicação ao cargo. "Muito obrigada, ministro Ricardo Vélez e meu presidente Jair Bolsonaro. Dediquei minha vida para a área da educação e me sinto honrada. É com grande dedicação que assumo essa responsabilidade importante para a educação do nosso país!", escreveu.

Muito obrigada, Ministro @ricardovelez, e meu Presidente @jairbolsonaro. Dediquei minha vida para a área da educação e me sinto honrada. É com grande dedicação que assumo essa responsabilidade importante para a educação do nosso país! https://t.co/zFxqCfbHaG

-O ministro da Educação, Ricardo Vélez, anunciou em seu perfil no Twitter mais uma mudança na pasta. Iolene Lima deixará a Secretaria de Educação Básica para assumir a Secretaria Executiva do MEC.

Desde a semana passada a Pasta passa por alterações, que começaram com a exoneração de Ricardo Roquetti -- após pressões de Olavo de Carvalho, conhecido como guru de Jair Bolsonaro. Na sequência, ao menos outros seis membros do alto escalão foram demitidos.

Graduada em pegagogia pela Universidade do Vale do Paraíba e em pedagogia/supervisão e administração escolar pela Universidade de Guarulhos, Iolene era diretora do Colégio Inspire, em São José dos Campos, ligado à igreja Batista evangélica. Também era membro do conselho de administração da Associação de Escolas Cristãs de Educação por Princípios (Aecep). O site da Aecep diz que a Educação por Princípios "contribui para formar erudição baseada numa cosmovisão cristã e líderes servidores aptos a cumprir o propósito de Deus com suas vocações."

A nomeação de Iolene atende aos apelos da bancada evangélica, mesmo grupo que vetou, no ano passado, a indicação de Mozart Neves Ramos para o comando do MEC -- posição que acabou ocupada por Vélez Rodríguez, agora enfraquecido após o esvaziamento de seu gabinete.

"Relação com Deus"

Em São José dos Campos, onde trabalhava Iolene, circula a revista "Felizcidade", que contou com contribuição de Iolene em julho de 2015. O artigo, intitulado "Casais WhatsApp", é destacado no currículo Lattes da secretária.

Segundo ela, é errado que, em um relacionamento, um dos envolvidos procure satisfação ou felicidade nas ações do outro. "Somos satisfeitos em nossa relação íntima com Deus e, desse relacionamento, nascem os demais", diz ela no texto.

Iolene ainda afirma que a maioria de nós não sabe mais se relacionar com o outro por sermos da geração "WhatsApp".

Para resolver esse "impasse", ela indica que os casais dediquem tempo ao relacionamento e criem projetos de vida em família. "Conversem, priorizem alvos, elaborem planos; tudo em consonância com a Palavra de Deus. Ele é autor da família; dos relacionamentos e o maior interessado no seu sucesso", finaliza.

SRTVS Qd 701, BLC 2 Centro Empresarial Assis Chateubriand Salas 207 a 213 CEP:70340-906- Brasília DF